Resenha: “A culpa é das estrelas” (John Green)

IMG_20130628_145010

Oooi! Hoje vim falar do último livro que li. Primeiro tenho que confessar que eu já tinha pensado em não escrever resenha nem nada sobre “A culpa é das estrelas”, afinal muita gente já o fez, mas chegando nos últimos capítulos mudei de ideia e resolvi deixar minha opinião por aqui, como diria Hazel Grace, por efeito colateral de ter lido “A culpa é das estrelas”. Antes que sigam com o post, um pedido de desculpa aos meus queridos leitores que ainda não tiveram a oportunidade de ler, isso aqui pode conter spoilers. ;T

  • “Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam.”
    • Hazel Grace Lancaster, p. 37

Continuando. John Green, ah John Green, que bela trama! Antes de ter as páginas sobre minhas mãos já me considerava fã dele só de ler resenhas horas a fio e garanto que minha admiração não permaneceu a mesma, simplesmente aumentou, porque nada se compara a ler esse livro. O autor superou as minhas expectativas – e de muita gente também, pois soube dosar corretamente as quantidades de tristeza, alegria, tenacidade, cansaço; é como na vida real! 

IMG_20130628_145038

Vocês já devem estar cansados de saber que é contado o romance de Hazel Grace e Augustos Waters (*–*) e que os dois tem câncer e também já devem estar saturados em escutar coisas sobre quem tem essa doença, pois o que se fala é que eles são sempre tão fortes, sempre tão heroicos e que temos que agradecer por nossa saúde. Por fim, acabamos sentindo pena desses seres que deram azar na vida. Isso porque temos a impressão de que eles só tem isso na vida…

TFiOS1

Penso que a maior lição que Green colocou no livro é a de que Hazel e Gus, assim como Isaac e outros do Grupo de Apoio do Coração “Literal” de Deus, não são somente “pessoas com câncer”. Sim, eles tem a doença, algo dentro deles que também luta para sobreviver, mas não é só dela que são feitos. Todos passam por momentos iguais a quem não a tem. Talvez o que possa diferenciá-los é uma visão de mundo distinta por conta da experiência cancerígena. Só que a falta ou não dessa enfermidade não faz ninguém melhor ou pior que o outro.

Outra coisa que aparece no best-seller é a ideia de que quem ver de fora toda a situação sabe que o câncer está matando, mas esquecem de que quem o porta ainda está vivo e, de certa forma, quando não estão sendo atacados pela fadiga, querem viver.

 

  • “Se ela estivesse melhor ou o senhor, mais doente, então as estrelas não estariam tão terrivelmente cruzadas, mas é da natureza das estrelas se cruzar, e nunca Shakespeare esteve tão equivocado como quando fez Cássio declarar: ‘A culpa, meu caro Bruto, não é das nossas estrelas / Mas de nós mesmos.’ Fácil falar quando se é um nobre romano (ou Shakespeare!), mas não há qualquer escassez de culpa em meio às nossas estrelas.”
    • Peter Van Houten, p. 106

Não chorei enquanto lia, porque: a)sou meio “resistente” quanto a isso e b)não li o livro de uma vez, porém fiquei totalmente envolvida com o enredo. Sentia a alegria, a preocupação, a sensação de basta, tudo, tudo, como se estivesse dentro da história.

IMG_20130628_145125(1)

Talvez para você que ainda não leu, a história pareça melancólica e chata, mas a partir do momento em que seus olho passarem por “A culpa é das estrelas” isso mudará. Foi um dos melhores romances que já li e como acontece com todos aqueles que tenho a mesma apreciação, recomendo muito a leitura e peço para que zelem seu exemplar e que no fim descobram se realmente a culpa é ou não é das estrelas/destino.

E essa foi a minha reles opinião. Ah, se já leram também comentem a experiência! Até mais! 😉

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: “A culpa é das estrelas” (John Green)

  1. Pingback: Conversa entre blogueiras: Meus agradecimentos do ano e o que aprendi + momentos marcantes para mim! | Maia Vox

  2. Pingback: Wishilist: agosto/13! | Maia Vox

Hey! Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s