#empoderar5: Criando seu próprio “Hall da Representatividade”!

Oi, tudo bem com você? Espero que sim! 😉

Estava eu nesses dias pensando sobre a transição capilar. Não tem jeito, vou sempre falar dela aqui. Foi com ela que comecei a me sentir confortável na minha própria pele, a entender o racismo, a conhecer mais gente como eu e a criar o meu próprio hall de representatividade (uma referência a “hall da fama”). É sobre este último que vim hoje conversar com vocês.

Confira aqui todos os post sobre transição capilar no blog!

sspiegel-representation-matters

“Representatividade importa!” Imagem: Reprodução.

Já é mais batido que massa de pão que personagens negros nos conteúdos infantis ou modelos negras em revistas são raridade. Não é novidade que papéis de subserviência é o jeito que a grande mídia encontrou para “incluir” homens e mulheres negros. Também já se sabe que isso afeta a autoestima de pessoas negras, no seu desenvolvimento, pois a representatividade que nos chega é geralmente negativa.

Com a onda virtual de valorização e aceitação da estética negra nos últimos três anos, pelo menos, quem antes ficava calado hoje berra por reconhecimento. Vemos algumas mudanças, porém esse grito por identidade é facilmente adaptado a uma nova moda qualquer e por conta disso, como já discutido aqui (post sobre “Apropriação Cultural), perde sua força e seu significado.

O que aconteceria se você mesmo, vindo de uma minoria social, criasse seu hall de representatividade? Sua própria lista de referências de pessoas como você?

Do mesmo modo que falei no início do texto, a transição capilar me levou a montar uma vitrine espelhada em que enxergo meus semelhantes em posição de poder, celebração, beleza e resiliência, diferente do que me foi passado crescendo como uma criança negra.

Criar meu próprio hall de representatividade me possibilitou ter autoconfiança, e assim, exigir visibilidade nos espaços que ocupo. O mais importante é que ao criá-lo por conta própria, os significados e a identidade de uma cultura que me pertence foram mantidos ao serem adaptados a minha realidade.

hall da representatividade

Agora também percebo que qualquer um pode criar seu hall de personalidades influentes, de gente como a gente. A internet nos dá essa oportunidade. Eu sei que por trás o histórico de aceitação é fundamental, mas não precisamos esperar por nenhum grande veículo midiático para chegarmos até os nossos.

Como montar seu hall da representatividade?

Façamos isso passo a passo, saindo da nossa zona de conforto e buscando informação sobre quem somos, seja com nossos familiares, internautas e celebridades, emoldurando os feitos de quem antes foi renegado e mesmo com todas as dificuldades conseguiu mudar a sua rota para nos alcançar e dizer: “Eu estou aqui! Você não está sozinho!”.

Mas será que nosso hall de influências é algo para nos acomodarmos, diminuir os nossos gritos para a grande mídia? Muito pelo contrário. Quanto mais exigirmos uma representação positiva das minorias, melhor para a comunidade em geral. Todos querem se sentir parte do mundo, mas é indispensável criarmos a consciência de que não precisamos de migalhas para isso. Além do mais, depois que começar a montar seu próprio hall, garanto que você sentirá a necessidade de ajudar outras pessoas no processo delas de autoconhecimento e empoderamento.

Deixo, portanto, para você a missão de montar seu hall da representatividade e auxiliar outras pessoas no mesmo processo. Baixe o arquivo feito especialmente para você criar seu quadro de boas influências! Se for compartilhar nas redes sociais utilize as hashtags #maiavox e #HallDaRepresentatividade, ok?

imprimir botão

O que achou do post? Quais são as pessoas que lhe influenciam? Quem lhe representa na mídia? Deixe nos comentários para fomentar mais ainda nossa conversa! Aproveite e também acompanhe o blog pelas redes sociais! Um beijo e até mais! 😉 

                FACEBOOK| INSTAGRAM | INSTAGRAM 
                 TWITTER | PINTEREST | YOUTUBE 

quem sou mari gomes autor

Anúncios

4 comentários sobre “#empoderar5: Criando seu próprio “Hall da Representatividade”!

  1. Pingback: “Sonhos, inseguranças e procrastinação” ou “Voltei, galera!” | Maia Vox

  2. Pingback: #celebrar6: Irmãs Quann – estilo em dose dupla! | Maia Vox

  3. Já falei do quando admiro a sua forma didática de explicar as coisas nos posts?
    Acho muito legal quando tudo é bem explicado, quando vc coloca links pra quem quer se informar melhor sobre algo que vc citou, enfim, parabéns mesmo por estar disposta a explicar, afinal muita gente erra por falta de informação mesmo (e tem muita gente sem paciência por aí, que só sabe criticar sem ajudar!)

    Tenho muito interesse em temas relacionados ao empoderamento feminino em geral, e é claro que quando falamos de gênero encontramos os recortes de raça/etnia, de geração, entre outros. Acho incrível o tema da representatividade negra mesmo não sendo um assunto de referência pessoal pra mim. Creio ser importante a gente conhecer um pouco mais da realidade do outro pra que possamos ter EMPATIA e respeito acima de tudo.

    A proposta do Hall da Representatividade é sensacional! E pode ser pensado a partir de categorias (como as suas, “divas” e “transição capilar”) que façam sentido pra cada um, dá pra ser algo bem personalizado 😀

    Beijos!

    Curtir

    • Muito obrigada pelo carinho, Olivia!!! Um dos objetivos do blog é fomentar conversas sobre os temas que trato por aqui, daí eu linkar outros textos sobre eles por aqui. Fico feliz em saber que isso esteja sendo alcançado. Seu comentário me faz sentir que provavelmente eu esteja indo pelo caminho certo. 🙂
      Se tratando de empoderamento feminino, como você disse, é indispensável calçarmos os sapatos dos outros de vez em quando e sentir seus calos. E sim, o Hall da Representatividade é para todo mundo!
      Mais uma vez, obrigada pelo comentário! Ganhei meu dia com ele!
      Até mais! 😉

      Curtido por 1 pessoa

Hey! Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s