#distrair3: 5 motivos para assistir How To Get Away With Murder!

Oi, tudo bem com você? Espero que sim!

Não fosse suficiente Beyoncé e seu novo single “Formation”, semana passada eu também enlouqueci com a volta de How To Get Away With Murder (HTGAWM) no dia 11. Para quem não conhece, essa é uma série de TV estadunidense escrita pela Shonda Rhimes, também autora dos sucessos Grey’s Anathomy e Scandal.

Confira aqui tudo sobre a nova canção de Beyoncé!

Todas as imagens a seguir são reproduções!

ew-1380-01-shonda-cover_612x380

Shonda Rhimes ( de vermelho) e as mulheres que comandam as suas séries: Ellen Pompeo (Grey’s Anathomy), Viola Davis (HTGAWM), Kerri Washington (Scandal).

Nela Viola Davis interpreta Annalise Keating, professora universitária e advogada, que comanda um grupo de alunos e colegas de trabalhos na defesa de acusados em assassinatos. Entretanto, as coisas por vezes se complicam tanto que eles mesmos precisam saber como se livrar de um corpo morto.

how-to-get-away-with-murder-returns-september

Da esquerda para a direita: Asher Millstone (Mat McGorry), Lauren Castillo (Karla Souza), Michaela Pratt (Aja Naomi King), Wes Gibbins (Alfred Enoch), Connor Walsh (Jack Falahee), Annalise Keating (Viola Davis), Bonnie Winterbottom (Liza Weil), Nate Lahey (Billy Brown), Frank Delfino (Charlie Weber)

Se você já assiste essa série, vamos tentar juntos manter a calma até o próximo episódio, mas se não acompanha, aqui estão hoje cinco motivos para assistir e amar How To Get Away With Murder.

1. Os personagens são verdadeiramente complexos e apaixonantes.

Annalise Keating, a personagem principal, é cheia de defeitos: egoísta, controladora e mentirosa dos saltos à peruca. Contudo, ela não está sozinha nessa. Todos os personagens em volta mostram-se também imorais, seja desde o início ou não, porque quando o assunto é se livrar de problemas, meter os pés pelas mãos e mudar os valores é bem mais fácil do que se imagina.

tumblr_njguodPcJd1rpt1jgo1_500.gif

Apesar disso, cada um deles se revela vulnerável com o caos em suas vidas. As emoções à flor da pele desmascaram, então, as poses de durões e bem-resolvidos para dar lugar aos medos, às crenças e aos amores dos personagens.

É por isso que eles são apaixonantes! Lembramos que a hora da verdade é diferente das simulações que criamos e esperamos. Por isso, até o mais babaca dos personagens, ganha um lugar no coração dos espectadores, com direito a torcida e a puxões imaginários de orelha.

2. Há diversidade por ali não como desculpa.

jfgcriy3eeijpkgq0ntsm9pbb2ilzb3gsbgrq8iq6re4e5kaxjj64qgr3cq2o7ta

“A única coisa que separa mulheres não-brancas de todo mundo é oportunidade.” Viola Davis no Emmy 2015

Diferente da maioria das séries, a diversidade de gênero, étnica e de sexualidade é real e não somente para preencher qualquer tipo de cota em ordem da produção da série não ser chamada de preconceituosa.

Shonda Rhimes permeia toda categoria de personagens com representatividade, dos juízes, aos advogados, aos réus e às vítimas. E como eu adoro frisar, representatividade é essencial! Graças aos papéis elaborados e fantásticos que Rhimes delega a indivíduos estereotipados a televisão ganha um pouco da diversidade do mundo real.

+ Posts sobre “representatividade” em Maia Vox.

3. Tabus são discutidos.

    tumblr_njdg7lspud1t169dio1_250 tumblr_njdg7lsPUD1t169dio2_250

Como consequência de toda a diversidade na série, vivências diferentes atingem a cada um dos papéis, e com elas, chegam os tabus.

A parte boa em How To Get Away With Murder é a maneira em que eles são discutidos. Shonda preocupa-se em não prender os personagens a seus rótulos e nem a banalizar com estrelismo assuntos como racismo, HIV, sexualidade e dramas psicológicos. E ela consegue lindamente!

4. Você vai sonhar em aprender com Annalise a lidar com assassinatos!

tumblr_nckuegogRo1r8jjn6o1_500

Ok, talvez esconder corpos, falsificar cenas do crime, arranjar provas a qualquer custo e mentir para a polícia não sejam das mais certas lições. Aliás, se você não é a Miss Keating, nem tenta que não vai funcionar! Ponto. Mas não custa nada imaginar estar entre os cinco melhores alunos da turma dela para saber como arrasar no tribunal, dar conta dos dois empregos e calar a boca de quem duvida de você, afinal, aprender a ser rainha do mundo como ela não tem nada de errado.

5. Os episódios são super envolventes!

how-to-get-away-with-murder-2x09-annalise-keating

Tentando lidar com o último episódio

HTGAWM é assim: um episódio, um infarto. O flashback que acontece por ali é demais! Não dá para aguentar a mistura de passado, presente e futuro sem sentir uma pontada no coração. E quando você acha que manja dos paranauês, Shonda Rhimes nos coloca na série com o papel de maior trouxa. Ainda assim, você segue com alegria e ansiedade para as próximas surpresas.

O que concluímos com isso? Shonda Rhimes é rainha! Mais que aprender uns termos do Direito Penal, How To Get Away With Murder é sobre compreender as multifaces das pessoas e respeitá-las genuinamente apesar e justamente por conta da diversidade. Por isso, assita HTGAWM!

+HTGAWM:

Já conhecia a série? Se convenceu a assistí-la? Comente! Quais os outros seriados que você acompanha? Escreva também nos comentários! Não deixe de acompanhar o blog pelas redes sociais! Próximo post quarta-feira às 11 horas! Até mais!

                FACEBOOK| INSTAGRAM | INSTAGRAM 
                 TWITTER | PINTEREST | YOUTUBE 

quem sou mari gomes autor

2 comentários sobre “#distrair3: 5 motivos para assistir How To Get Away With Murder!

  1. Pingback: #distrair8: Por que você deveria começar a assistir Black-ish. | Maia Vox

  2. Pingback: #distrair7: Coisas que acontecem com viciados em séries! | Maia Vox

Hey! Qual a sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s