2

#distrair10: Steven Universo!

Oi, tudo bem com você? Eu espero que sim!

Nem acredito que chegamos a edição 10 do Distrair! Desde que comecei essa nova proposta para o blog (Conversas para distrair, empoderar e celebrar) muitas coisas boas têm me acontecido e se preparem porque vou compartilhar com vocês daqui para frente. Sério, são ótimas novidades!

Confira todos os post com a tag #Distrair aqui do blog!

Desde o primeiro Distrair até esse, compartilhamos séries, filmes e músicas. Entretanto ainda não tinha chegado a vez das animações! Não sei tanto quanto gostaria sobre desenhos animados, mas quando gosto de algum, gosto de verdade. E foi por essa razão que tive que falar sobre Steven Universo hoje! Você já assistiu?

giphy3

Da esquerda para direita: Steven, Ametista, Pérola e Garnet. Imagem: Reprodução.

Steven Universo é um garoto criado pelas Crystal Gems, três mulheres intergaláticas com super poderes desenvolvidos a partir das pedras preciosas que lhes dão nome. Ao lado de Garnet, Ametista e Pérola, Steven aprende a se tornar um guardião da Terra, assim como foi sua mãe, a Rose Quartz.

giphy5

Greg Universo e Rose Quartz. Imagem: Reprodução.

Filho de uma Gem e de um ser humano, Greg UniversoSteven tem os poderes da mãe, doados em nome de seu nascimento. Sendo assim, ele precisa lidar com situações nem sempre fáceis, como a ausência da figura materna, mas tem o otimismo com marca registrada.

E enquanto passeia por Beach City, sua cidade natal, e outros mundos, seja resolvendo missões ou procurando se divertir, Steven vai desvendando os segredos de sua existência. Continuar lendo

Anúncios
1

#celebrar6: Irmãs Quann – estilo em dose dupla!

Semana passada eu lancei aqui a ideia do “Hall da Representatividade”. Vão lá no post depois para entenderem, mas já adiantando se você ainda não viu, em tempos em que precisamos de mais diversidade na mídia, o Hall da representatividade é uma iniciativa que estimula cada um a criar sua própria lista de pessoas inspiradoras, sem deixar de lutar por mais inclusão midiática. Eu já criei o meu e com certeza as irmãs Quann estão nele!

bush-babes-gif-2

Imagem: Urban Bush Babes

Sabe aquela história de vestir gêmeas da mesma forma? As Quann evoluíram isso para o milésimo nível e por conta disso chamaram a atenção de fashionistas ao redor do mundo no último ano.

th-14-40-mi-04-p-1-001-r1-r

Imagem: Urban Bush Babes

Crescidas na cidade de Baltimore, nas décadas de 80 e 90, Takenya e Cipriana Quann são as rainhas dos penteados, mestres em combinações e talentosas até o último fio de cabelo.

Quando pequenas tinham o ritual de separar suas roupas para o colégio todas as noites ao lado da mãe e de em seguida, acompanhá-la em suas escolhas para o trabalho. Já na adolescência, elas emprestavam peças uma a outra, mas nem sempre elas voltavam da mesma forma que lhes chegavam. As duas sempre inventavam de customizar a roupa alheia, o que resultou em discussões típicas de adolescentes, mas também contribuiu bastante para a individualidade que sempre buscaram e facilmente era ignorada por serem idênticas. Continuar lendo

4

#empoderar5: Criando seu próprio “Hall da Representatividade”!

Oi, tudo bem com você? Espero que sim! 😉

Estava eu nesses dias pensando sobre a transição capilar. Não tem jeito, vou sempre falar dela aqui. Foi com ela que comecei a me sentir confortável na minha própria pele, a entender o racismo, a conhecer mais gente como eu e a criar o meu próprio hall de representatividade (uma referência a “hall da fama”). É sobre este último que vim hoje conversar com vocês.

Confira aqui todos os post sobre transição capilar no blog!

sspiegel-representation-matters

“Representatividade importa!” Imagem: Reprodução.

Já é mais batido que massa de pão que personagens negros nos conteúdos infantis ou modelos negras em revistas são raridade. Não é novidade que papéis de subserviência é o jeito que a grande mídia encontrou para “incluir” homens e mulheres negros. Também já se sabe que isso afeta a autoestima de pessoas negras, no seu desenvolvimento, pois a representatividade que nos chega é geralmente negativa. Continuar lendo

3

#distrair5: Por que EMPIRE deve ser sua nova série!

Oi, tudo bem com você? Espero que sim! 😉

No último post prometi a vocês que o canal do blog no Youtube retornaria essa segunda-feira. Daí que passei o fim de semana pensando e gravando o vídeo, mas na hora de editar tive um problemão! O editor simplesmente não quis funcionar! Já estou buscando uma solução para isso e quando for a hora certa, eu aviso a vocês sobre o novo vídeo.

giphy.gif

Mesmo com esse problema, o blog não podia e nem vai ficar parado! Hoje vou compartilhar com vocês o amor que eu tenho pela série Empire, da Fox Life, criada pela dupla Lee Daniels e Danny Strong. Eles já tinham trabalhado antes no filme “O Mordomo da Casa Branca” – que é incrível! Separadamente o Daniels dirigiu e produziu o longa-metragem “Preciosa – Uma História de Esperança”. Já o Strong produziu nada mais nada menos que Jogos Vorazes. Ou seja, eles sabem o que é um trabalho bem feito e Empire é outra prova disso!

lj_fox_empire.jpg

Imagem: Reprodução.

Na ficção, a Empire é uma das maiores empresas fonográficas dos Estados Unidos, comandada por Lucious Lyon (Terrence Howard). Ele, um rapper e empresário de sucesso, descobre estar gravemente doente e por isso planeja eleger a sucessão da empresa entre seus três filhos, Andre (Trai Byers), Jamal (Jussie Smollet) e Hakeem Lyon (Bryshere Gray). No mesmo período, Cookie Lyon (Taraji p. Henson), ex-esposa de Lucious e uma das fundadoras de Empire, sai da prisão depois de 17 anos e deseja recuperar tudo que lhe foi tirado. E como não bastasse, o passado conturbado de Lucious resolve se somar a todos esses dilemas.

Por se passar nos bastidores da indústria fonográfica, a série é repleta de disputas por poder e escândalos. Ficamos totalmente envolvidos e viciados na trama! No decorrer dos episódios um quebra-cabeça é montado, nos surpreendendo em cada nova peça encontrada. Parece que participamos de um clube secreto e que depois que se entra ninguém deseja sair.

empire-season-2-cast-2015-billboard-650_1

Elenco de Empire, da esqueda para direita. Na frente: Hakeem Lyon por Bryshere Gray , Jamal Lyon por Jussie Smollett, Andre Lyon por Trai Byers. No meio: Anika por Grace Gealey, Rhonda Lyon por Kaitlin Doubleday. Atrás: Becky por Gabourey Sidibe, Lucious Lyon por Terrence Howard, Cookie Lyon por Taraji P. Henson e Porscha por Ta’Rhonda Jones Foto: Billboard

O elenco de Empire é maravilhoso! A lealdade é um dos pontos mais fortes para todo o império musical da família Lyon e os atores são tão integrados que dão conta do recado. Não importa o tamanho da briga entre eles, os Lyon sempre fazem qualquer coisa para proteger os interesses da empresa.

cookie-lyon-streets-inline.gif

“As ruas não foram feitas para todo mundo. Por isso eles inventaram as calçadas.” Cookie Lyon ❤

Meus personagens favoritos são a Cookie (Taraji P. Henson) e o Jamal (Jussie Smollett). Ela pelo jeito desaforado, pela língua ferina e a determinação de reconstruir a vida depois de aguentar tanto tempo na prisão. A Taraji foi até premiada no último Globo de Ouro por sua atuação.  Já minha admiração pelo Jamal vem de ele não deixar se abalar pelos nãos e provar que com trabalho árduo vai o quão longe quiser – mesmo que o pai não o apoie.

Empire-Show-Style-Jamal-Lyon-Cookie.jpg

Imagem: reprodução.

Falando em Jamal, ele é um destaques da série pela musicalidade! O Jussie Smollet, ator que o interpreta, é também um músico de mão cheia, com uma voz maravilhosa e, na minha opinião, com as melhores perfomances do show (#TeamJussieForLife). Mas não é só ele que chama atenção. A trilha sonora da série é excelente por inteiro! Também pudera: Timbaland, um grande nome do Hip Hop e do R&B da década passada, é o produtor musical e usa toda sua experiência com os artistas da Empire.

Além disso, a série conta com participações especiais como Naomi Campbell, Kelly Rowland, Courtney Love, Ludacris, Jennifer Hudson, Estelle, Patti LaBelle, Snoop Dog, Rita Ora e Alicia Keys.

Só pela quantidade de tretas na história, Empire já deveria ser assistida. Mas não achando pouco, ela ainda abre espaço para discussões sobre racismo (violência policial e o movimento Black Lives Matter), saúde mental (bipolaridade) e sexualidade (no enredo, Jamal tem que lidar não só com o racismo no mundo exterior, mas também com a homofobia na própria casa).

10313216_425667540963419_7690567479481003133_n-e1444922323112

Imagem do clipe “Ain’t  About The Money” fazendo referência ao Partido das Panteras Negras.

Para quem curte de boa música, histórias conflituosas e refletir sobre problemas da nossa sociedade, Empire é a série certa! Se você ainda não acompanha, corre para ver porque eles estão numa pausa e retornarão no dia 20 de março!

giphy (1).gif

Jamal e Hakeem!

Já conhecia essa série? Qual a que você indica? Deixe nos comentários! Também não esqueça de seguir o Maia Vox por todas as redes sociais! Um abraço e até mais!

               FACEBOOK| INSTAGRAM | INSTAGRAM 
                 TWITTER | PINTEREST | YOUTUBE 

quem sou mari gomes autor

3

#distrair3: 5 motivos para assistir How To Get Away With Murder!

Oi, tudo bem com você? Espero que sim!

Não fosse suficiente Beyoncé e seu novo single “Formation”, semana passada eu também enlouqueci com a volta de How To Get Away With Murder (HTGAWM) no dia 11. Para quem não conhece, essa é uma série de TV estadunidense escrita pela Shonda Rhimes, também autora dos sucessos Grey’s Anathomy e Scandal.

Confira aqui tudo sobre a nova canção de Beyoncé!

Todas as imagens a seguir são reproduções!

ew-1380-01-shonda-cover_612x380

Shonda Rhimes ( de vermelho) e as mulheres que comandam as suas séries: Ellen Pompeo (Grey’s Anathomy), Viola Davis (HTGAWM), Kerri Washington (Scandal).

Nela Viola Davis interpreta Annalise Keating, professora universitária e advogada, que comanda um grupo de alunos e colegas de trabalhos na defesa de acusados em assassinatos. Entretanto, as coisas por vezes se complicam tanto que eles mesmos precisam saber como se livrar de um corpo morto.

how-to-get-away-with-murder-returns-september

Da esquerda para a direita: Asher Millstone (Mat McGorry), Lauren Castillo (Karla Souza), Michaela Pratt (Aja Naomi King), Wes Gibbins (Alfred Enoch), Connor Walsh (Jack Falahee), Annalise Keating (Viola Davis), Bonnie Winterbottom (Liza Weil), Nate Lahey (Billy Brown), Frank Delfino (Charlie Weber)

Se você já assiste essa série, vamos tentar juntos manter a calma até o próximo episódio, mas se não acompanha, aqui estão hoje cinco motivos para assistir e amar How To Get Away With Murder. Continuar lendo